domingo, dezembro 27, 2009

Uma perspectiva do Hard Rock nos anos 80

Agora que o frio aperta nada melhor que um bom Hard Rock para aquecer a alma. Hum... já li isto algures, pois, fez-me recordar uma peça da revista Música & Som de Março de 1981 que reproduzo abaixo.
Tal como em bastantes outros artigos desta revista nota-se também neste uma particular falta de objectividade quanto se escreve sobre sons mais pesados. Muitas vezes lia-os e perguntava-me: mas porque é que se dão ao trabalho de escrever sobre artistas e sons que nitidamente detestam?
A resposta estava exactamente na minha mão, provavelmente tinha comprado a revista porque incluía um especial Hard-Rock. Estes jornalistas eram quase certamente "convidados à força" a escrevê-los porque isto fazia vender mais exemplares. Quanto a nós, os leitores, infelizmente nestes tempos não tínhamos fontes de informação alternativas.
De qualquer forma nada como ler o referido artigo para tirarem as vossas conclusões.

No entanto este panorama viria a alterar-se poucos anos depois, com o nascimento do jornal Blitz, e também com a distribuição regular de revistas como a Metal Attack, Enfer ou Hard Force.



terça-feira, dezembro 08, 2009

O regresso... dois anos antes do adeus

Em três de Dezembro de 2007 António Sérgio regressava à rádio, desta vez na antena da Rádio Radar, com o programa Viriato 25 entre as 23h e a 1 da manhã.
Que começou assim:


(Extrato da 1ª hora)

download

Dedication #3

quinta-feira, novembro 19, 2009

O metal... a quente

Lança-Chamas
29 de Setembro de 1984, emissão nº50.

Alinhamento:

Diamond Head - Knight Of The Swords
Great White - Out Of The Night, Stick It
Michael Schenker Group - Rock Will Never Die
Billy Satellite - Satisfy Me
Coney Hatch - Fallen Angel, Don't Say Make Me
Witchfynde - Give 'em Hell
Twisted Sister - Stay Hungry
Krokus - Rock The Nation
Aldo Nova - Monkey On Your Back
38 Special - Twentieth Century Fox
Judas Priest - Love Bites, Eat Me Alive



Dedication #2

segunda-feira, novembro 09, 2009

segunda-feira, novembro 02, 2009

António Sérgio (1950-2009)

Os mais atentos a este blog já repararam que quando se fala em programas de Rádio há dois autores/apresentadores que são referências absolutas por aqui: Luís Filipe de Barros e António Sérgio.
António Sérgio faleceu no passado dia 31 de Outubro e deixou para trás uma carreira de 41 anos essencialmente dedicada à divulgação e promoção de música nova e alternativa às correntes comerciais.
Fê-lo aos microfones da Rádio Renascença, Rádio Comercial e desde três de Dezembro de 2007 na Rádio Radar onde mantinha inalterável a capacidade de nos surpreender com as suas pérolas musicais, aquelas "soltas" tão bem escolhidas.
Para o autor deste blog foi de uma enorme influência no adquirir de uma cultura musical própria e o seu desaparecimento deixa um sentimento de imensa tristeza.
Uma certeza fica, nunca mais um microfone será honrado com uma presença tão marcante.

António Sérgio, r.i.p.

Foto de Rita Carmo

quinta-feira, outubro 01, 2009

Tops Blitz (1985)

Há exactamente vinte e quatro anos eram estes os gostos musicais aqui reflectidos nos tops de vendas de singles e LP's em Portugal, Estados Unidos e Grã-Bretanha. Incluídas também as listas de preferências dos ouvintes do Som da Frente e do Calor da Noite, programas da rádio Comercial.
Imagem retirada do jornal Blitz na sua edição nº48 de 1 de Outubro de 1985.

segunda-feira, setembro 28, 2009

Pirataria de Cassetes

Numa altura em que tanto se fala de pirataria de música online é curioso reviver outros tempos e outras formas de fazer cópias ilegais, tratando-se neste caso de cassetes, um suporte sonoro já quase extinto.
Numa conferência de imprensa promovida pelo GPPFV (Grupo Português de Produtores de Fonogramas e Videogramas) que antecedeu a AFP (Associação Fonográfica Portuguesa) é revelado que a pirataria de cassetes representa quatro quintos do total de cassetes vendidas em Portugal.
É um artigo publicado no antigo semanário musical Musicalissimo em Julho de 1981.

quinta-feira, agosto 27, 2009

Revista Roadie Crew nº 100

Hoje em destaque está a revista brasileira Roadie Crew de Maio de 2007, na sua edição comemorativa nº100, por sinal bastante interessante e cuidada.
Neste número especial seleccionaram 100 grandes álbuns de Heavy Metal e Classic Rock que estão devidamente acompanhados com uma crónica explicativa de cada um dos discos enquadrando-os perfeitamente nesta lista.
Dessa escolha, sempre subjectiva como os próprios editores da revista afirmam, apresento aqui por ordem cronológica e com a devida vénia os discos da década de 70 apenas (para não tornar este post muito exaustivo):



Black Sabbath
Black Sabbath (1970)

Deep Purple
Deep Purple in Rock (1970)

Alice Cooper
Love It to Death (1971)

Led Zeppelin
Led Zeppelin [IV] (1971)

Deep Purple
Machine Head (1972)

Black Sabbath
Vol 4 (1972)

Uriah Heep
Demons and Wizards (1972)

UFO
Phenomenon (1974)

Bad Company
Bad Company (1974)

Queen
A Night at the Opera (1975)

Led Zeppelin
Physical Graffiti (1975)

Aerosmith
Toys in the Attic (1975)

Alice Cooper
Welcome to My Nightmare (1975)

Nazareth
Hair of the Dog (1975)

Rainbow
Rising (1976)

KISS
Destroyer (1976)

Thin Lizzy
Jailbreak (1976)

Meat Loaf
Bat Out of Hell (1977)

Ted Nugent
Cat Scratch Fever (1977)

Van Halen
Van Halen (1978)

AC/DC
Highway to Hell (1979)

domingo, julho 05, 2009

Publicidade: Van Halen

Hoje trago duas imagens do jornal Musicalissimo, exemplos bem ilustrativos do atraso com que chegavam certas obras musicais ao nosso país, isto quando chegavam, muitas vezes nem isso.
O primeiro anúncio é da 2ª quinzena de Setembro de 1980. Trata-se do primeiro disco dos Van Halen, o seu de facto obrigatório disco de estreia havia sido lançado originalmente em Fevereiro de 1978 nos Estados Unidos. Levou dois anos a atravessar o Atlântico...
O segundo cartaz, publicado em Janeiro de 1981 é relativo ao terceiro ábum dos Van Halen que havia sido editado nos Estados Unidos em Março de 1980, Women and Children First. Um atraso menor neste caso, mas impensável nos dias de hoje.
Ambas as edições foram da responsabilidade da já extinta editora Rádio Triunfo que representava nesta altura a CBS e a WEA.



sexta-feira, junho 05, 2009

AC/DC: Entrevista na Loud (2000)

Ainda com a memória bem fresca da recente passagem da locomotiva do Rock'nRoll por Lisboa recupero uma entrevista feita a Angus Young por António Freitas em Nova Iorque há 9 anos atrás.

Publicada na edição zero - sim, até o preço está riscado! - da revista Loud de Junho de 2000 e a propósito da edição do álbum Stiff Upper Lip que Freitas apresenta como sendo um merecido sucessor de Let There Be Rock ou Back in Black... Seja como for a digressão de promoção deste disco não passou por cá.






sábado, maio 30, 2009

Os primórdios do Rock In Rio


Muito antes deste festival chegar a Portugal, ou de alguém sequer o imaginar, o jornal Blitz fazia uma antevisão daquela que foi a sua primeira edição no Rio de Janeiro, Brasil. No seu número 5 de 4 de Dezembro de 1984 fazia-se anunciar um festival inédito com 90 horas de paz e música numa área equivalente a 12 estádios de futebol.
O primeiro Rock In Rio decorreu em Janeiro de 1985 num local que ficou conhecido por "Cidade do Rock" e teve actuações de artistas como Queen, Iron Maiden, Whitesnake, Rod Stewart, AC/DC, Scorpions, Yes, The B-52's entre muitos outros. Isto com uma audiência total estimada de cerca de millhão e meio de pessoas.
Quem diria que este enorme evento viria a ter edições regulares no nosso país?

quarta-feira, abril 29, 2009

Judas Priest em Portugal


Os Judas Priest fizeram mais uma excelente actuação no nosso pais no passado dia 17 de Março, traziam na bagagem um novo e óptimo disco para mostrar, Nostradamus, mas deste um pouco estranhamente só tocaram três faixas.
No entanto ninguém se queixa quando sobra lugar para ouvir mais clássicos e muitos têm os Priest para tocar numa carreira com mais de trinta anos. No fundo provaram mais uma vez que ainda não estão velhos para estas coisas e que ainda os podemos apelidar de Metal Gods.
A abrir este espectáculo, integrado na tournée Priest Feast, estiveram os Testament e os Megadeth, tantos uns como outros a darem boa conta do recado.

Recordo que a primeira visita que nos fizeram foi no dia 12 de Março de 1991 e teve lugar naturalmente no Pavilhão do Dramático de Cascais. Tal como agora foi um mini-festival de Heavy-Metal, também com duas bandas a abrir o espectáculo, neste caso os Pantera e os Annihilator.
Em cerca de hora e meia de concerto tocaram muitos temas antigos e também vários de Painkiller, o trabalho que promoviam na altura. No final desta tournée Rob Halford saiu do grupo e viria a formar os Fight com um sonoridade mais thrash.
Entretanto, em 2004, aquando do regresso à banda de Halford, fizeram outra passagem por Portugal (desta vez não os vi) já no Pavilhão Atlântico na chamada Reunion Tour.
Correcção: Estiveram também por cá, em Cascais, para apresentação de Jugulator com Tim "Ripper" Owens na voz, em 28 de Abril de 1998.

terça-feira, abril 14, 2009

Rock em Stock começou há 30 anos

Fez no passado dia 9 de Abril 30 anos que começou o saudoso e bastante referido por aqui programa Rock em Stock.
A propósito desta ocasião aconselho vivamente a leitura de um trabalho de Irene Leite publicado no JPN (Jornalismo Ponto Net) mais concretamente aqui. São três peças interligadas onde se inclui uma entrevista ao próprio Luís Filipe Barros.
É mais um importante contributo para ajudar a compreender o fenómeno Rock em Stock.

sexta-feira, março 20, 2009

Rock Power Nº1 (Junho 1991)

Esta foi o número um daquela que foi a primeira revista portuguesa inteiramente dedicada ao som de peso. Bem, era escrita em português mas a partir de textos de origem inglesa e inclusive com publicidade a produtos ingleses.
A Rock Power era um projecto de âmbito internacional, chegou a ter publicação em oito países e teve como director de edição Ray Bonici, curiosamente antigo colaborador em Inglaterra da Música e Som, revista que é presença assídua por aqui.
Depois das primeiras edições começaram a surgir tópicos directamente relacionados com o nosso Pais ocupando um espaço próprio para o produto nacional.
Esta edição portuguesa da Rock Power foi da responsabilidade de António Sérgio, Ana Cristina, António Freitas, Gustavo Vidal, Manuel Dias e Paulo Fernandes. Eram praticamente os mesmos que faziam o programa de rádio Lança-Chamas, dai também, e com todo o cabimento, a intensa divulgação e promoção da revista nas ondas da rádio.

Como é perceptível na imagem abaixo custava 350 Escudos (o que equivale a sensivelmente 1.75€ hoje em dia) e a sua frase-chave era Harder Than The Rest.

quinta-feira, fevereiro 19, 2009

AC/DC em Portugal, 1996 - O Video

Será que iremos ter Angus a fazer figuras como esta novamente?


Pois é, já está marcada a datazinha (3 de Junho) da vinda a Portugal dos AC/DC, e mesmo esta demorou bastante a ser confirmada enquanto que em Espanha se anunciam pelo menos cinco concertos. No fundo é à medida da dimensão dos dois países, não?
Seja como for esta é uma boa altura para reler o post em que lembrava a primeira passagem deles por cá no já distante ano de 1996.
E aproveito também, como entretanto prometi, para partilhar o vídeo desse mesmo concerto numa gravação feita da audiência na bancada do lado esquerdo do Estádio do Restelo, portanto com fraca qualidade de som e imagem.
Bem agora que estão avisados aqui estão os links para os ficheiros Rar, é fazer o download de todos para a mesma pasta e extrair dai o video que está em formato Avi.

Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4

Links para Megaupload:
Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4

Alinhamento:
1 - Intro
2 - Back in Black
3 - Shot Down in Flames
4 - Thunderstruck
5 - Girls Got Rhythm
6 - Hard as a Rock
7 - Shoot to Thrill
8 - Boogie Man
9 - Hail Caesar
10 - Hells Bells
11 - Dog Eat Dog
12 - The Jack
13 - Ballbreaker
14 - Rock and Roll Ain't Noise Pollution
15 - Dirty Deeds Done Dirty Cheap
16 - You Shook Me All Night Long
17 - Whole Lotta Rosie
18 - TNT
19 - Let There Be Rock
20 - Highway to Hell
21 - For Those About to Rock

E esta é uma capa que descobri algures pela rede.

quinta-feira, janeiro 08, 2009

UHF é Rock!

Chegou-me por estes dias às mãos a recente edição em CD de Noites Negras de Azul (de 1988) dos UHF. Os oito temas que compõem este disco são de tão bom nível que não posso deixar de o considerar um dos melhores da história do Rock português.
O gosto que me deu ouvir este álbum e redescobrir canções há tanto (injustamente) esquecidas 'obrigou-me' a fazer um post sobre o grupo de António Manuel Ribeiro (AMR), que tão boas memórias me traz e o qual felizmente continuo a seguir ao vivo e em disco conforme posso.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Vamos então rebuscar no sótão e trazer algumas memórias à flor da pele. E por falar nisso eis o anúncio ao primeiro álbum dos UHF conforme saiu publicado no Musicalissimo de 24 de Junho de 1981:

Após alguns meses, em Janeiro de 1982, e no mesmo jornal, uma entrevista aos UHF em que é feito um balanço de 1981 bastante positivo para o grupo:


Avançamos alguns anos e apresento a reprodução de um bilhete para o concerto que serviu de suporte á gravação do disco ao vivo Julho, 13 no palco da Incrível Almadense, sala histórica em Almada.
Este duplo álbum (na sua edição em vinil) foi originalmente editado em Outubro de 1990 e trazia no alinhamento as mais conhecidas (pelo menos na altura) músicas da banda como Nove Anos, Jorge Morreu, Na Tua Cama, Cavalos de Corrida, Rua do Carmo, etc.
Tenho mais recortes de imprensa sobre os UHF mas por agora ficamos por aqui.
Importante é o facto de continuarem no activo gravando com uma certa regularidade e sobretudo actuando bastante por este pais, como fizeram aliás desde o inicio, o que foi desde sempre o seu grande trunfo.
Viva o Rock dos UHF!